Lola Pater estreia nos cinemas

Estrelado pela consagrada atriz, Fanny Ardant, LOLA PATER estreia nos cinemas em 23 de novembro.
Lola Pater fez parte da Seleção Oficial – Festival de Locarno 2017


Um drama profundamente humano interpretado de maneira excelente por Tewfik Jallab e Fanny Ardant. ” – Cinecure

“Um filme emocionante e interessante por suas observações sobre o assunto da transexualidade. ” – The Apologist

“Nadir Moknèche evoca-se com respeito assinando uma história apenas fabulosa. ” – UnGrandMoment.be

Em 1996, Fanny Ardant, recebeu o Prêmio César como melhor atriz por sua atuação no filme: Pédale Douce e neste mesmo ano, estrelou o premiado Ridicule, que ganhou o Prêmio César de Melhor Filme, fazendo com que este duplo sucesso, ela fosse escolhida como a atriz do ano. Entre todos os filmes que a consagrada atriz atuou destaca-se a comédia musical 8 mulheres de François Ozon e Callas Forever, de Franco Zeffirelli, onde revive a cantora lírica Maria Callas.
Em 2006 no Teatro fez sucesso com a peça Mademoiselle Chanel, que no Brasil teve sua versão com textos de Maria Adelaide Amaral, onde retrata -se a vida da estilista francesa Coco Chanel. O mesmo papel coube a consagrada atriz Marília Pêra.
Fanny Ardant teve um romance em 1980 com o diretor François Truffaut com quem teve uma filha e durou 04 anos até o fim da morte do cineasta em 1984,os dois trabalharam juntos no filme A MULHER DO LADO em 1981.
Em Lola Pater (2017), Após enterrar sua mãe, o jovem Zino (Tewfik Jallab), de 27 anos, descobriu um grande mistério sobre seu passado. Filho de imigrantes argelinos, ele sempre acreditou que seu pai, Farid interpretado pela atriz Fanny Ardant, que não vê há 25 anos, abandonou ele e sua mãe e voltou para a Argélia. Agora, inesperadamente, ele recebe a notícia de que o pai nunca voltou para o seu país natal, nunca se divorciou da mãe e, para completar, se tornou uma mulher transsexual, chamada Lola.





Título original: LOLA PATER
Direção: Nadir Moknèche
Roteiro: Nadir Moknèche
Produção: Bertrand Gore

Fanny Ardant como Lola Pater
Música: Pierre Bastaroli
Gênero: Drama
Fotografia: Jeanne Lapoirie
País: França
Ano: 2017
COR
Duração: 95 minutos
Classificação: a definir

Elenco: Fanny Ardant, Tewfik Jallab, Nadia Kaci

Sinopse: Após a morte de sua mãe, o jovem Zino, de 27 anos, decide procurar por seu pai, que há 25 anos abandonou a família e voltou para a Argélia. Porém, Zino descobre que o pai nunca voltou para o seu país natal, e que agora se chama Lola.